A incrível história da espada Excalibur da vida real

A lenda de Excalibur, a espada do Rei Artur, é popular desde a Idade Média. O que poucos sabem é da existência real de outra lâmina incrustada em uma pedra. O objeto está abrigado na Capela Montesiepi, na região italiana da Toscana.

194
Links Patrocinados  

Segundo a lenda, em 1180, um rico cavaleiro chamado Galgano Guidotti decidiu seguir as palavras de Jesus e passou a viver como um ermitão. Foi quando ele começou a ter visões do arcanjo Miguel, que o guiava até o Monte Siepi, onde estavam os 12 apóstolos.

Em outra visão, Miguel disse para Guidotti se desfazer de tudo o que possuía. O cavaleiro respondeu que isso seria tão difícil quanto dividir uma pedra. Com o objetivo de provar o que dizia, ele golpeou uma pedra com sua espada. Para sua surpresa, a lâmina atravessou a rocha facilmente.

Logo depois dessa experiência mística, um cavalo teria guiado Guidotti até o topo do monte que havia aparecido em suas visões. Quando chegou lá, ele sentiu o ímpeto de cravar uma cruz no solo do local. Sem ter nenhum pedaço de madeira por perto, ele enfiou sua espada em uma pedra, onde permanece até hoje. Ele morreu um ano depois e foi transformado em santo em 1185, quando uma capela foi criada ao redor da espada.

Dizem que muitas pessoas já tentaram roubar a espada do local. Na capela estão expostas as mãos mumificadas de um ladrão que tentou tirá-la de lá e teria sido morto por lobos selvagens. A lâmina foi considerada falsa por anos, mas análises recentes provaram que ela foi mesmo fabricada entre o fim dos anos 1100 e começo de 1200, embora seja impossível comprovar a veracidade da lenda.

Links Patrocinados