Caso Aeromar: Perseguição e Abdução no Brasil

Os reptilianos ou reptilóides são supostos seres humanóides com a aparência reptiliana e inteligência sobrenatural. Eles habitariam nosso planeta por milênios, embora agissem furtivamente para serem detectados. O Caso Aeromar é um dos mais impressionantes que se tem notícia.

211
Links Patrocinados
 

O caso Aeromar é conhecido de muitos pesquisadores brasileiros há anos pelas curiosas peculiaridades relacionadas à visão de um humanóide de características especiais. Graças às pesquisas de Antonio Hunneus e Osni Schwartz, viajamos hoje na máquina do tempo até Vitoria, capital do Espírito Santo, no Brasil. Estamos no início de 1980. Lá na praia, temos um homem chamado Aeromar em uma pequena barraca de bebidas, onde ele ganha a vida.

Este homem havia testemunhado um encontro com OVNIs dias antes na mesma cidade, onde ele foi capaz de ver uma série de objetos lenticulares de uma posição muito próxima. De repente três homens vestidos de terno e gravata apareceram. Estava quente demais para estarem vestidos dessa maneira e isso o surpreendeu. Ele pensou que fossem policiais e iriam acusá-lo de algum crime. Eles o questionavam sobre as luzes e fizeram perguntas de todos os tipos. A impressão de Aeromar foi tão brutal que ele sumiu por alguns dias e não apareceu em seu local de trabalho.

Links Patrocinados
 

Alguns dias depois, ele voltou a trabalhar em sua área e a normalidade de sua vida, mas os homens de preto voltaram. Eles falavam estranho e começaram a segui-lo e persegui-lo. Aeromar não sabia o que fazer e ficou tão preocupado que partiu para o Rio de Janeiro fugindo do pesadelo que parecia assombrá-lo desde que tivera o incidente das luzes. Lá ele também os viu. Eles estavam obcecados. Porque eu? Ele se perguntou.

Suposta fotografia de 1975 de um dos seres

Aeromar, em desespero, foi à polícia e apresentou uma queixa por assédio, mas a polícia não levou sua reivindicação muito a sério, e as perseguições continuaram. Foi exasperante. Ele decidiu novamente mudar de cidade.

Aeromar foi para São Paulo, onde moravam alguns parentes. Isso foi no início dos anos 1980 e sua vida mudou radicalmente em apenas algumas semanas. Lá, na cidade de São Paulo, eles também estavam esperando por ele e, de fato, passaram para o próximo nível. Em um de seus episódios de assédio, Aeromar foi colocado em um carro e se levado para um lugar onde ele relatou que estarem diante de uma nave com um anel externo, cheio de luzes e flutuando no chão. Uma visão espetacular de Aeromar.

Existem poucos casos em que esses seres sequestram diretamente um homem. E o episódio não termina aqui. Aeromar foi forçado a se colocar sob a luz daquele disco e depois do aparecimento de um raio azulado, ele subitamente se viu dentro daquele artefato.

No interior do artefato, Aeromar experimentou uma espécie de paralisia. Eles o sentaram em uma cadeira semelhante a dos dentistas e de lá ele viu, com horror, aqueles três homens se tornaram outra coisa. Era como se tivessem mudado radicalmente sua aparência, sua pele, sua aparência e até sua fisionomia. Seus rostos eram os dos lagartos. Humanóides reptilianos, como relatamos em outros casos.

Reptilianos, também chamados de reptoides, povo lagarto, reptiloides, saurians ou draconians

Esses homens foram transformados em poucos segundos, de acordo com o relato da testemunha. Na experiência desconcertante, esses seres teriam transmitido algumas imagens e informações relacionadas ao planeta Terra. Pouco depois de sua visão, Aeromar apareceu de madrugada nas ruas de São Paulo sem saber o que havia acontecido ou como chegara lá. Para ele, foram 5 minutos, mas, na realidade, várias horas haviam se passado.

Com absoluto pânico, aquele homem retornou à sua casa, onde contou tudo o que havia acontecido para seu colega de quarto. A história ainda poderia piorar para o pobre Aeromar, porque, como ele disse aos dois investigadores, uma força invisível o jogou contra uma das paredes e quase abriu sua cabeça. Aeromar sabia que esses seres haviam lhe dado um aviso velado de que ele não poderia contar nada a ninguém. E parece que eles estavam falando sério.

A história termina com um hipnoterapeuta profissional, Dr. Berezowsky, que, graças ao jornal O Globo, soube do caso e tentou entrar em contato com Aeromar para realizar uma regressão hipnótica quando seu caso já havia se tornado público. Ele não conseguiu encontrá-lo porque a Aeromar desapareceu sem deixar vestígios.

Este caso faz parte da história do fenômeno UFO e tem ingredientes que variam de assédio por homens de preto, metamorfismo e incidentes sobrenaturais. Alguns eventos incomuns para os quais até hoje ninguém tem uma explicação.