Cientista da NASA diz que minúsculos alienígenas robóticos podem ter visitado a Terra

O cientista da NASA sugeriu que os alienígenas podem já ter visitado a Terra, mas evitado a detecção devido a suas aparências serem muito diferentes das expectativas humanas.

420
Links Patrocinados
 

Um trabalho do pesquisador Silvano Colombano, do Centro de Pesquisas Ames da NASA em Mountain View, Califórnia, argumentou que a humanidade deveria ampliar seu entendimento de extraterrestres, como eles sendo organismos baseados em carbono.

“Eu simplesmente quero ressaltar o fato de que a inteligência que podemos encontrar e que pode escolher nos encontrar (se já não tiver feito) pode não ser produzida por organismos baseados em carbono como nós”, escreveu ele. “Acho que precisamos rever nossas suposições para sermos mais flexíveis”, explicou Colombano.

Links Patrocinados
 

“Considerando ainda que o desenvolvimento tecnológico em nossa civilização começou há apenas 10.000 anos e viu o surgimento de metodologias científicas apenas nos últimos 500 anos, podemos supor que teríamos um problema real em prever a evolução tecnológica mesmo nos próximos mil anos, quem dirá em 6 milhões de vezes essa quantidade!”

De acordo com o pesquisador, as atuais suposições da vida inteligente da humanidade teriam que ser largamente alteradas se sua sugestão de extraterrestres não baseados em carbono se mostrasse verdadeira. “Nossas típicas extensões de vida não seriam mais uma limitação, embora até mesmo essas possam ser tratadas com missões multi-geracionais ou animação suspensa, e o tamanho do ‘explorador’ pode ser o de uma entidade superinteligente extremamente pequena”, ele teorizou.

“Se adotarmos um novo conjunto de suposições sobre quais as formas de inteligência e tecnologia mais elevadas que poderemos encontrar, alguns desses fenômenos podem se encaixar em hipóteses específicas, e poderíamos começar uma investigação séria”, disse Colombano.

No documento de duas páginas, Colombano também considera a possibilidade de que os alienígenas possam ser tão desenvolvidos que os seres humanos podem nem mesmo ser capazes de compreender sua tecnologia.

“Eu basicamente quero dizer que a vida inteligente ‘evoluída’ poderia, em última análise, ser robótica por natureza, colocando assim em questão todas as suposições típicas que precisamos fazer sobre os organismos”, concluiu o pesquisador.