Dados antigos revelam novas evidências de plumas em Europa

Um novo olhar sobre dados de um sobrevoo de 1997 da lua de Júpiter - Europa - sugere que a sonda Galileo voou diretamente através de uma pluma de água, aumentando as esperanças de encontrar sinais de vida.

39
NASA/JPL-Caltech/Univ. of Michigan
Links Patrocinados
 

As revelações, divulgadas nesta segunda-feira (14), vieram depois que os cientistas revisitaram uma leitura intrigante de um instrumento a bordo do Galileo, que em 1995 se tornou a primeira nave espacial a entrar na órbita de um planeta gigante gasoso.

Em 1997, a sonda Galileo sobrevoou Europa (uma das luas de Júpiter), passando cerca de 200 km perto da sua superfície. No momento da passagem, a sonda fez as imagens de alta resolução de Europa que observamos hoje, coletando dados muitos importantes.

Links Patrocinados
 

Parte dos dados que já haviam sido processados, junto com dados obtidos pelo telescópio espacial Hubble, apontavam evidências de que Europa, assim como Encélado, tinha um oceano de água salgada e que parte dele podia ser expelida para o espaço por meio de plumas. Mas as plumas nunca foram confirmadas, pois os dados nunca foram interpretados de forma conclusiva.

Quando a sonda Galileo passou por Europa, o seu magnetômetro registrou uma anomalia que até então não tinha explicação. Usando o aprendizado com as interpretações feitas em Encélado, os pesquisadores criaram modelos sofisticados que se ajustassem aos dados obtidos pela sonda Galileo, que indicaram fortemente a presença de plumas de água.

Os pesquisadores integraram medidas feitas com o magnetômetro da Galileo, com as assinaturas de onda de plasma e com dados do Hubble. Ao integrar essas informações, eles simularam uma pluma sendo ejetada de Europa, que se ajusta perfeitamente com os dados obtidos pela sonda Galileo. Isso mostra que a Galileo durante o sobrevoo em 1997 acabou passando pela pluma.

Embora não possam confirmar com 100% de certeza, a evidência agora é mais forte do que nunca de que Europa, além de ter um oceano, também tenha plumas como Encélado. Certeza mesmo só teremos quando a missão Europa Clipper for lançada em 2020.

Se as plumas forem confirmadas, será possível analisá-las e descobrir se Europa possui ou não as condições para o desenvolvimento da vida em seu oceano.