John Lennon viu um OVNI e encontrou-se com alienígenas

Em 1974, John Lennon afirmou ter visto um OVNI pairando sobre Nova York e que, em um segundo encontro, os alienígenas lhe deram um "ovo de ouro".

Links Patrocinados
 

Se você preferir, pode ouvir a matéria completa narrada pelo nosso canal do Youtube logo abaixo:

Durante a maior parte da vida de John Lennon, muitas coisas estranhas aconteceram com ele e há centenas de histórias conhecidas, mas nada se compara à história de como John Lennon viu um OVNI sobre a cidade de Nova York e como os conheceu pessoalmente.

A primeira alusão de John Lennon sobre OVNIs aparece, discretamente, em um canto da primeira página do encarte de seu clássico álbum “Walls and Bridges“: “Em 23 de agosto de 1974, às 9 horas, eu vi um OVNI”. Não foi uma tentativa de Lennon de ser esquisito ou engraçado, ele afirma que realmente viu o OVNI.

Detalhe da capa do álbum Walls and Bridges, de John Lennon com a inscrição: “Em 23 de agosto de 1974, às 9 horas, eu vi um OVNI”.

Segundo conta, Lennon estava deitado em sua cama, quando, de repente, sentiu um desejo de sair para a varanda, onde viu um disco voador com luzes brancas piscando embaixo e uma luz vermelha no topo.

Lennon explicou que estava completamente sóbrio durante toda a experiência, embora a situação tenha ocorrido durante o infame “fim de semana perdido” de Lennon, no qual ele havia se separado de sua esposa Yoko Ono e se perdido em meio a bebidas e drogas com seus amigos.

May Pang, assistente de Lennon, e sua namorada durante este fim de semana, disse o seguinte em seu livro autobiográfico:

“Tínhamos acabado de pedir pizza e, uma vez que a noite estava quente, decidimos sair no terraço. Não haviam janelas de frente para nós do outro lado da rua, então John saiu sem roupas, a fim de pegar uma brisa. Eu me lembro que estava dentro do quarto me vestindo quando ele começou a gritar para eu sair ao terraço. Eu gritei de volta que já ia, mas ele continuou gritando para eu ir naquele instante. Quando saí, meu olho captou este objeto circular grande vindo em nossa direção. Tinha a forma de um cone achatado e ainda por cima era enorme, brilhante, tinha uma luz vermelha no topo, não pulsava como um avião convencional. Quando se aproximou um pouco mais, podíamos ver uma fileira ou um círculo de luzes brancas percorrendo ao redor da borda inteira. Eu estimo que era aproximadamente do tamanho de um jatinho e estava tão perto que, se tivéssemos alguma coisa para jogar nele, provavelmente teria acertado com bastante facilidade. Muitas vezes helicópteros passavam voando acima de nós, mas aquilo foi tão silencioso como a noite, e estávamos 17 andares acima do nível da rua. Nós fizemos algumas fotos, mas elas apareceram superexpostas. Nós ainda chamamos a polícia e disseram-nos para manter a calma, que outros tinham visto isso também. John passou a noite toda dizendo: ‘Eu não posso acreditar nisso… eu vi um disco voador!”.

May também se lembra de John com os braços esticados e gritando para o OVNI voltar e levá-lo com ele. “John estava muito sério e eu acredito que, realmente, ele queria ser levado junto, quando aquela coisa voltasse para onde quer que fosse, mas isso era bem John Lennon, sempre procurando pela próxima grande aventura”.

Lennon também afirmou ter tirado fotos do OVNI com duas máquinas diferentes, mas quando as revelou nada foi visto, e conta que quando chamou a polícia para relatar o fato, disseram que haviam recebido várias ligações semelhantes.

Desenho feito por John Lennon sobre o avistamento.

Mais tarde, Lennon contou sua experiência em um dos versos de sua música Nobody Told Me: “Há OVNIs em Nova York e não estou muito surpreso”.

Mas essa experiência não foi nada comparada a outra história de Lennon em contato com extraterrestres.

De acordo com Uri Geller, um paranormal mundialmente conhecido e amigo de Lennon, ele afirma que Lennon lhe contou que havia se encontrado com alienígenas. “Eu guardo essa história por muitos, muitos anos e nunca contei a ninguém. Quando John me contou sobre esse evento, na época, foi tão bizarro e estranho que ninguém acreditaria, mas hoje em dia muitas pessoas relatam como foram levadas para OVNIs e sondadas por alienígenas do espaço sideral”.

“John nunca me pediu para manter sua história em segredo, então pensei que seria interessante contá-la. Basicamente, fiquei impressionado, porque eu já acreditava em alienígenas que visitavam nosso planeta na época”, disse Geller. “Uma noite, ele estava deitado em sua cama no edifício Dakota, onde morava em Nova York e, de repente, percebeu uma luz extremamente brilhante atravessando as bordas da porta do quarto. Era tão intensa que ele pensou que alguém estava mirando um holofote em seu apartamento. Ele se levantou e abriu a porta. A próxima coisa que ele conseguia se lembrar eram de quatro figuras esbeltas. Duas delas pegaram seus braços e as outras duas, gentilmente, pegaram suas pernas e o conduziram a este túnel de luz. Foi mostrado a ele toda sua vida, como se estivesse assistindo a um filme, e ele me disse que era a coisa mais notável e bonita que já tinha visto. John lembrou que eles haviam lhe dado algo, e quando abriu a mão, havia uma estranha bola de metal, mais ou menos em forma de ovo, dourada, muito lisa e muito pesada, medindo um pouco mais de uma polegada. Então, ele colocou a mão em seu bolso, tirou o objeto que os alienígenas haviam lhe dado, e o deu para mim”.

Uri Geller e o “ovo de ouro” que ganhou de John Lennon.

Uri Geller disse que Lennon descreveu as criaturas alienígenas como insetos, e quando perguntou por que ele não queria mais o ovo, Lennon disse: “É muito estranho para mim. Se essa é minha passagem para outro planeta, não quero ir para lá”.

Perguntado se ainda possuía o ovo dourado e se havia sido feito algum tipo de análise científica, Uri respondeu: “Sim, claro, eu tenho o ovo, mas eu nunca o submeti a testes científicos porque eu não quero correr o risco de me decepcionar se caso ele tenha sido feito em Taiwan e por mãos humanas. Eu prefiro mantê-lo como um mistério. Eu acreditei em John e ainda acredito”.

Abaixo você pode conferir o vídeo legendado em que John Lennon conta sobre seu avistamento:

Conteudo Patrocinado